FANTASTIC BEASTS AND WHERE TO FIND THEM (2016)

A versão cinematográfica da saga “Harry Potter” chegou ao fim em 2011, deixando os fãs, além de uma satisfação generalizada, um certo gostinho de quero mais. Para nossa alegria, JK Rowling percebeu o potencial do material que tinha nas mãos e resolveu persistir. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (Fantastic Beasts and Where to Find Them, 2016), nova história ambientada no mundo dos bruxos, chega aos cinemas essa semana. Com direção de David Yates e roteiro da própria Rowling, o longa tinha o desafio de expandir e explorar o rico universo.

animalsNa trama, acompanhamos Newt Scamander (Eddie Redmayne), um bruxo magizoologista britânico que desembarca em Nova York com várias criaturas peculiares na bagagem. Após uma série de descuidos e mal entendidos, alguns dos animais escapam, ameaçando a segurança da comunidade bruxa da região. Inicia-se então uma corrida contra o tempo para recuperá-los antes que seja tarde. Enquanto isso, uma série de fenômenos misteriosos irrompem pela cidade, e não demora até que Scamander e seus “mascotes” sejam responsabilizados por eles. O medo da exposição e de uma guerra iminente entre humanos e bruxos é o elo entre o conflito da busca pelos animais perdidos, que permeia este primeiro episódio, e a ameaça do surgimento de um impiedoso bruxo das trevas, que deve ser o arco principal da nova franquia.

Carismáticos e surpreendentes, os novos heróis são interpretados por atores que além de compreender bem a função narrativa de seus papéis, demonstram alegria e gratidão pela oportunidade de fazer parte do icônico universo. Em cena, Eddie Redmayne, Colin Farrell, Katherine Waterston, Alison Sudol, Samantha Morton, Dan Fogler e Ezra Miller se divertem como nunca, exibindo uma empolgação que contagia o espectador.

Apesar de possuir uma trama principal bem amarrada, “Animais Fantásticos” é rico em sugestões e insinuações que servem como gancho para seus sucessores. O desenvolvimento aparentemente raso dos personagens tem um propósito bem definido: preservar o mistério acerca de suas trajetórias e reafirmar o status de filme-introdução.

O roteiro reaproveita alguns arquétipos da saga original, como a figura do personagem alheio ao universo que vai descobrindo suas particularidades ao longo da narrativa e cujo deslumbramento gera identificação no público. Enquanto em Harry Potter tal função é exercida pelo próprio protagonista, aqui, é assumida pelo alívio cômico Jacob (Fogler), um padeiro no-maj[1] que cai de paraquedas no conflito dos bruxos e os acompanha ao longo de toda a jornada. Esse aspecto ilustra a maturidade do filme, que dedica menos tempo à tais apresentações.

Além de equilibrar o bom humor e emoção, o roteiro surpreende e usa os clichês a seu favor, apresentando motivações coerentes e reviravoltas interessantes. Destaco a interação entre criaturas mágicas e animais comuns, incentivando uma perspectiva de comparação entre real e imaginário que enriquece ainda mais a experiência.

Incumbido da missão de tornar fantásticos os animais idealizados por JK Rowling, o diretor David Yates recria o universo mágico de “Harry Potter” com a mesma atmosfera fantasiosa e envolvente de outrora. Os já conhecidos feitiços, elfos e objetos flutuantes marcam presença novamente e ganham contornos clássicos e sofisticados graças à ambientação da década de 20, uma época mágica em sua essência.

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” atende as expectativas. Enquanto a nostalgia e as referências conquistam os fãs mais dedicados, a sutileza na abordagem de temas como opressão, crise econômica, abuso emocional e maus tratos de animais – presentes no subtexto da aventura dos bruxos – deve atrair uma nova geração de admiradores.


[1] Como são chamados o não-bruxos nos EUA


FICHA TÉCNICA:

Título original: Fantastic Beasts and Where to Find Them
Título nacional: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Gênero: Aventura, Fantasia
Duração: 2h 13min
Ano de lançamento: 2016
Direção: David Yates
Roteiro: J.K. Rowling
Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Alison Sudol

IMDb | Rotten Tomatoes | Filmow

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s