WINCHESTER (2018)

Mansões mal-assombradas são um tema tanto quanto saturado no cinema e difícil de ser abordado sem parecer clichê, mas isso não quer dizer que não seja possível contar uma boa história com esse tema. Infelizmente, esse não é o caso de “Winchester”, que, mesmo com grande potencial, falha miseravelmente em tudo que aposta.

winchesterInspirado na história real da Mansão Winchester (conhecida como The Winchester Mystery House), o filme acompanha a viúva Sarah Winchester (Helen Mirren), herdeira da empresa de armas de seu marido. Depois que ele e sua filha falece, Sarah decide se aprofundar-se nos mistérios da vida após a morte como um meio de lidar com o luto. Acreditando ser capaz de se comunicar com os mortos, ela decide construir uma mansão gigantesca para ajudá-los a encontrar a paz. Enquanto isso, o psiquiatra Eric Price (Jason Clarke) é enviado até a Mansão Winchester para avaliar a saúde mental de Sarah e tem sua mente cética testada ao presenciar os eventos estranhos que ocorrem na mansão.

Tanto o roteiro quanto a direção não levam o filme a lugar nenhum, se apoiando em recursos comuns de filmes de terror como jump scares, que quase nunca assustam; uma trilha sonora totalmente dispensável, que não agrega em nada ao filme e um plot twist tão óbvio que sequer merece ser chamado assim. O único ponto positivo do roteiro é a leve crítica social ao armamento e suas consequências, mas é mal aproveitada não causando o impacto necessário.

As atuações são igualmente simplórias. Muito por culpa do roteiro, que criou personagens rasos e sem material intelectual suficiente para os atores trabalharem. Mesmo sendo a excelente atriz que é, Helen Mirren não consegue acrescentar nada ao filme com sua atuação. O restante do elenco simplesmente passa despercebido de nossa atenção.

“A Maldição da Casa Winchester” tinha tudo para ser um bom exemplo de filmes de mansões mal-assombradas. Entretanto, não tem nenhuma pretensão de inovar e não consegue entreter. O que o filme consegue é irritar e aborrecer a quem assiste. Um deslize na carreira da excelente Helen Mirren.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: