CRÍTICA: OS JOVENS TITÃS EM AÇÃO! NOS CINEMAS (2018)

No início dos anos 2000, as crianças e adolescentes de várias partes do mundo foram apresentadas a um grupo de heróis que, até então, era desconhecido do grande público: Os Titãs, uma equipe formada por adolescentes poderosos e sidekicks dos grandes super-heróis da DC Comics. A série animada de 2003, “Jovens Titãs” foi sucesso e rendeu até mesmo uma nova série em um universo alternativo chamada “Justiça Jovem” (2010-atualmente). Havia, em ambas, histórias palatáveis e divertidas para os mais jovens, com bons elementos de ação e desenvolvimento de personagens.

Em 2013, o canal Cartoon Network resolveu produzir mais uma animação baseada nesses personagens. Para a tristeza (e fúria) de alguns fãs, essa nova série teria um foco bastante diferente, totalmente voltado para o humor e para o público infantil. Apesar das reclamações iniciais, “Jovens Titãs em Ação!”, usando um humor non-sense e muitas referências da cultura pop e nerd, conquistou seu público e, agora, as telas do cinema.

Teen Titans Go To the MoviesA trama do filme começa durante a estreia de um novo filme do Batman, Robin percebe que ninguém quer fazer um filme sobre ele e seus amigos, os Jovens Titãs, o time formado por Estelar, Ravena, Cyborg e Mutano. Isso se deve ao fato de eles não serem levados a sério e não terem um super-vilão para rivalizar. O grupo decide então ir atrás de Slade (O Exterminador dos quadrinhos) para impedir seus planos malignos e torna-lo o seu arqui-inimigo, e por consequência, conseguir um longa estrelado por eles.

A metalinguagem já chama a atenção logo no começo, não só por ser um filme que fala sobre fazer filmes, mas também pela referência aos próprios fãs da série de 2003, que não levaram a sério a nova versão dos heróis. Não se trata apenas de uma versão engraçada dos personagens da DC, também é uma paródia do mercado de filmes de super-herói com piadas até mesmo sobre a rival Marvel e seu patrono Stan Lee.

O humor non-sense e referencial, carro chefe da série de TV, também está presente no filme. A direção da dupla Peter Rida Michail e Aaron Horvath, que também assina o roteiro junto com Michael Jelenic, tem completa noção de que o longa não tem obrigação nenhuma de se levar a sério. Não há limites para a zoeira aqui, há ótimas piadas com os clichês dos filmes de heróis, como por exemplo o personagem que tem um poder muito apelativo que resolveria todos os problemas, mas que simplesmente “esquece” de usá-lo pelo bem do roteiro.

Há referências e piadas bastante abrangentes, desde clássicos como “Rei Leão” e “De Volta Para o Futuro”, até as mais obscuras como os “Desafiadores do Desconhecido”, um quadrinho dos anos 50. Mais do que isso, essas referências não estão presentes somente para fazer fan service, elas fazem parte do contexto daquele universo.

Para quem está cansado do formato tradicional de filmes baseados em quadrinhos e gosta de um humor despretensioso que não tem medo de atirar para o todos os cantos, “Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas” é a pedida perfeita. Aos fãs da animação original: não se preocupem, entendam a proposta dessa nova versão e assistam de mente aberta, pois há uma surpresa para vocês na cena pós-crédito. Engraçado e bem feito, o filme é indicado para todas as idades, basta não levar tudo tão a sério para se divertir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s