LITERATURA: A VELOCIDADE DA LUZ (2002)

“Talvez isso seja a literatura: a arte de revelar enquanto se esconde e de esconder enquanto se revela.”, disse Javier Cercas e é exatamente isso o que o escritor espanhol faz em A velocidade da luz. A obra conta a história de um espanhol aspirante a escritor que recebe um convite para lecionar em uma universidade nos Estados Unidos, na cidade de Urbana, no final dos anos 80. Lá, o narrador, cujo nome não é revelado, divide sala no departamento de Letras com um homem excêntrico, culto e ex-combatente de guerra chamado Rodney Falk. 

Com o tempo, os personagens se tornam amigos e dividem muitas tardes num bar próximo à universidade onde falam sobre a vida do narrador e, na maior parte do tempo, sobre literatura, que é o assunto de maior interesse entre eles. O que acontece, inexplicavelmente, após as primeiras férias dos dois professores, é que Rodney desaparece e não retorna à universidade, sem deixar contato e sem dizer nada ao amigo. Depois disso, o narrador descobre segredos sobre o ex-militar e tenta seguir com sua vida. No entanto, a figura do amigo não sai de sua mente e coisas inesperadas acontecem o conectando ao seu amigo novamente.

avdlA obra de Cercas nos mostra um pouco sobre as marcas de guerra na vida de uma pessoa, retratando vários militares que retornaram do Vietnã e viveram com algo perturbador durante toda a vida, incluindo Rodney. Esses homens carregavam a dor de lutarem uma guerra, não o fato de perderem, pois, aos olhos de grande parte da população que os recebia de volta, não era possível medir vencedores diante de batalhas que matavam idosos, mulheres e crianças. A narrativa nos leva, várias vezes, a refletir perante determinadas situações. Algumas pessoas não têm a liberdade de dizer não, independente da ideologia antimilitarista de muitos homens. Esse fardo imposto a eles os modificaria pelo resto de suas vidas.

Outra temática que aparece do começo ao fim da narrativa é sobre o papel do escritor, o processo criativo e o poder do sucesso e da fama. Rodney é quem diz ao narrador que um escritor de verdade é quem dá sentido à vida real, e que, quando não escreve mais, acaba morrendo, pois não sabe conviver com a realidade sem ter o seu escudo contra ela (a escrita). O narrador, que tem muitas semelhanças com o escritor Javier Cercas, como exemplo as obras e datas em que foram publicadas, deixando claro para o leitor que está escrevendo o livro e vai apresentando reflexões sobre a estrutura e o processo de construção de uma narrativa. Ao trazer o papel do escritor, o personagem de Falk também questiona a impossibilidade de sobreviver ao sucesso com dignidade. A princípio, Rodney mais parece que tem uma opinião radical sobre o que é um escritor, mas com o desenrolar do enredo, o narrador nos leva a entender e concordar com todas as opiniões do seu amigo acerca da arte, especificamente da literatura e do preço da fama na vida de alguns escritores.

A velocidade da luz é um livro que, quando termina, deixa um vazio e nos faz refletir sobre as relações humanas e, especialmente, como as amizades influenciam na vida das pessoas, e como a ficção, por mais distante que pareça, pode nos levar às realidades mais verdadeiras do que a que vivemos. A narrativa fala da falta de empatia ao próximo, quando mostra as atrocidades que o ser humano pode cometer em condições de violência extrema, como os soldados durante a guerra.

Com uma linguagem elaborada, Javier Cercas prende o leitor do começo ao fim, pois mostra lacunas na história do seu amigo, lacunas que fazem toda a diferença para que leitor o acompanhe com voracidade do início ao final do enredo. Além de uma escrita elaborada, é uma obra que reflete, acima de tudo, sobre a humanidade presente nos indivíduos, sobre os sonhos, e principalmente sobre as relações humanas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s