CRÍTICA: VICE (2018)

A grande dificuldade em se fazer filmes biográficos reside no fato de que, na maioria das vezes, a vida real não é tão interessante quando a ficção, ainda mais quando a pessoa escolhida é alguém extremante sem carisma como o ex-vice-presidente dos EUA Dick Cheney. No entanto, até a mais monótona das histórias pode se tornar interessante e divertida nas mãos de quem sabe conta-las. Continuar lendo “CRÍTICA: VICE (2018)”

Anúncios

CRÍTICA: ALITA: ANJO DE COMBATE (2019)

Adaptações cinematográficas de obras japonesas feitas pelo ocidente sempre são alvo de muita polêmica. A maioria dos casos são desastrosos, como “Dragon Ball Evolution” de 2009 e “Death Note” de 2017, fazendo com que público fique com um pé atrás toda vez que algo do gênero é anunciado. No entanto, James Cameron, um dos cineastas mais bem sucedidos de Hollywood, resolveu assumir a produção da versão cinematográfica de “Gunnm”, mangá de Yukito Kishiro lançado em 1990, tentando quebrar esse estigma.

Continuar lendo “CRÍTICA: ALITA: ANJO DE COMBATE (2019)”

CRÍTICA: PANTERA NEGRA (2018)

Uma das grandes surpresas das indicações para o Oscar de 2019 foi “Pantera Negra”. Pela primeira vez, um filme baseado em um super-herói de quadrinhos não se limitou apenas às categorias técnicas e foi indicado ao prêmio de Melhor Filme. Além de ser um marco importante para a união Marvel-Disney, o fato de o elenco ser majoritariamente composto por atores negros, uma novidade no mundo das adaptações de quadrinhos, tornou essa indicação ainda mais histórica. Continuar lendo “CRÍTICA: PANTERA NEGRA (2018)”

CRÍTICA: “NANETTE” (2018) – A COMÉDIA INVERTIDA DE GADSBY

Se você procurar por definições e conceitos sobre comédia e piadas vai, eventualmente, esbarrar no termo “quebra de expectativa”. Subverter a expectativa do público geralmente é tido como o principal motivo responsável por fazer uma piada ser efetiva. O especial da Netflix de Hannah Gadsby, leva isso ao extremo, quebrando nossa expectativa de comédia e fazendo algo que vai muito além de um show de humor.

Continuar lendo “CRÍTICA: “NANETTE” (2018) – A COMÉDIA INVERTIDA DE GADSBY”

CRÍTICA: OS JOVENS TITÃS EM AÇÃO! NOS CINEMAS (2018)

No início dos anos 2000, as crianças e adolescentes de várias partes do mundo foram apresentadas a um grupo de heróis que, até então, era desconhecido do grande público: Os Titãs, uma equipe formada por adolescentes poderosos e sidekicks dos grandes super-heróis da DC Comics. A série animada de 2003, “Jovens Titãs” foi sucesso e rendeu até mesmo uma nova série em um universo alternativo chamada “Justiça Jovem” (2010-atualmente). Havia, em ambas, histórias palatáveis e divertidas para os mais jovens, com bons elementos de ação e desenvolvimento de personagens.

Continuar lendo “CRÍTICA: OS JOVENS TITÃS EM AÇÃO! NOS CINEMAS (2018)”

CRÍTICA: SLENDER MAN: PESADELO SEM ROSTO (2018)

Em 2009, um homem conhecido pelo pseudônimo de Victor Surge participa de um concurso de Photoshop criando a imagem de um ser alto, pálido, esguio, com braços e pernas muito longos, sem rosto e usando um terno preto. Inspirado por Stephen King, Surge compartilha a obra em fóruns da internet dando início a lenda do Slender Man. A tal criatura teria como objetivo atormentar e raptar crianças. A história se espalhou, se tornou um meme, um documentário da HBO e agora se tornou um filme.

Continuar lendo “CRÍTICA: SLENDER MAN: PESADELO SEM ROSTO (2018)”