CRÍTICA: VICE (2018)

A grande dificuldade em se fazer filmes biográficos reside no fato de que, na maioria das vezes, a vida real não é tão interessante quando a ficção, ainda mais quando a pessoa escolhida é alguém extremante sem carisma como o ex-vice-presidente dos EUA Dick Cheney. No entanto, até a mais monótona das histórias pode se tornar interessante e divertida nas mãos de quem sabe conta-las. Continuar lendo “CRÍTICA: VICE (2018)”

Anúncios

CRÍTICA: ALITA: ANJO DE COMBATE (2019)

Adaptações cinematográficas de obras japonesas feitas pelo ocidente sempre são alvo de muita polêmica. A maioria dos casos são desastrosos, como “Dragon Ball Evolution” de 2009 e “Death Note” de 2017, fazendo com que público fique com um pé atrás toda vez que algo do gênero é anunciado. No entanto, James Cameron, um dos cineastas mais bem sucedidos de Hollywood, resolveu assumir a produção da versão cinematográfica de “Gunnm”, mangá de Yukito Kishiro lançado em 1990, tentando quebrar esse estigma.

Continuar lendo “CRÍTICA: ALITA: ANJO DE COMBATE (2019)”

CRÍTICA: NASCE UMA ESTRELA (2018)

“A Star Is Born” (Nasce Uma Estrela, 2017), primeiro filme de Bradley Cooper como diretor, conta a história do músico de country Jack (Cooper), que conhece Ally (Lady Gaga) em uma performance musical amadora em um bar qualquer. Jack vê em Ally uma estrela em potencial. Dessa dinâmica, os roteiristas Eric Roth e o próprio Bradley Cooper tentam contar uma história de ascensão e declínio profissional, porém a ideia acaba sendo melhor do que o resultado.

Continuar lendo “CRÍTICA: NASCE UMA ESTRELA (2018)”

CRÍTICA: ESCAPE ROOM (2019)

Zoe (Taylor Russell), Ben (Logan Miller) e Jason (Jay Ellis) são jovens que estão em momentos completamente diferentes de suas vidas. A primeira é uma garota prodígio que luta contra sua insegurança para se destacar na faculdade; o segundo tenta sem sucesso uma promoção no supermercado onde trabalha; e o último ocupa um alto cargo numa multinacional. Continuar lendo “CRÍTICA: ESCAPE ROOM (2019)”

CRÍTICA: PANTERA NEGRA (2018)

Uma das grandes surpresas das indicações para o Oscar de 2019 foi “Pantera Negra”. Pela primeira vez, um filme baseado em um super-herói de quadrinhos não se limitou apenas às categorias técnicas e foi indicado ao prêmio de Melhor Filme. Além de ser um marco importante para a união Marvel-Disney, o fato de o elenco ser majoritariamente composto por atores negros, uma novidade no mundo das adaptações de quadrinhos, tornou essa indicação ainda mais histórica. Continuar lendo “CRÍTICA: PANTERA NEGRA (2018)”

CRÍTICA: TERRA EM TRANSE (1967)

Texto escrito em coautoria com Julia Magalhães.

Terra em Transe é um filme brasileiro lançado em 1967, com roteiro e direção pelo cineasta, ator e escritor brasileiro, Glauber Rocha. Autor também de Deus e o Diabo na Terra do Sol (1963) e O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro (1969), Rocha alinha narrativas marcadas por críticas sociais e um estilo de filmagem de técnicas cinematográficas inovadoras, buscando romper com o molde de como se fazia cinema época. Terra em Transe é um dos seus filmes de maior destaque, conquistando lugar na lista dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos, feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) e, importante dizer, o filme é considerado por Glauber Rocha como um filme sobre política e não um filme político. Continuar lendo “CRÍTICA: TERRA EM TRANSE (1967)”