CRÍTICA: DEADPOOL 2 (2018)

Continuações no mundo do cinema de gênero pode tanto consolidar quanto destruir uma franquia. No caso de “Deadpool”, a Fox se arriscou ao investir no filme de um personagem pouco conhecido do grande público e deu a sorte de arrecadar uma boa bilheteria e crítica. Provando que dois raios podem sim cair no mesmo lugar, o Mercenário Tagarela novamente traz um frescor aos filmes de herói e pode muito bem consolidá-lo como uma franquia lucrativa do estúdio.

Continue lendo “CRÍTICA: DEADPOOL 2 (2018)”

Anúncios

1º PRÊMIO MOVIES PUB: MENINOS NÃO CHORAM (1999)

“Meninos não choram” é um filme para quem tem estômago. Dirigido e roteirizado por Kimberly Peirce, em 1999, conta a história de um personagem que se recusa a interpretar o papel social que lhe fora pré-estabelecido, e por isso é duramente reprimido. Sua trajetória é repleta de momentos revoltantes de violência e crueldade.

Continue lendo “1º PRÊMIO MOVIES PUB: MENINOS NÃO CHORAM (1999)”

MONSTER (2003)

Antes de ser mundialmente conhecida por dirigir “Mulher Maravilha” (2017), Patty Jenkins havia estreado sua carreira de cineasta com uma obra muito superior, “Monster”. Neste filme, a diretora não trabalha com uma heroína fantasiosa e mitológica, mas sim com uma história real de alguém que passou longe de uma vida de heroísmo: a da primeira mulher serial killer dos EUA.

Continue lendo “MONSTER (2003)”

WINCHESTER (2018)

Mansões mal-assombradas são um tema tanto quanto saturado no cinema e difícil de ser abordado sem parecer clichê, mas isso não quer dizer que não seja possível contar uma boa história com esse tema. Infelizmente, esse não é o caso de “Winchester”, que, mesmo com grande potencial, falha miseravelmente em tudo que aposta.

Continue lendo “WINCHESTER (2018)”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑