CRÍTICA: “HOMEM-ARANHA: LONGE DE CASA” – CURTINDO A EUROPA ADOIDADO

O texto não contém spoilers. 

A palavra “infâmia” só deveria ser escrita em Comic Sans. Na internet, a fonte se tornou um símbolo, marcando a intenção de uma pessoa em tirar sarro de alguma coisa. Dessa forma, ao se apropriar de uma estética intencionalmente tosca, a infâmia em Comic Sans assumiu traços positivos que desenham um determinado tom, um tom irônico, e, até mesmo, satírico em algumas ocasiões. Logo no início de “Homem Aranha – Longe de Casa”, há uma homenagem feita pelo jornal da escola de Peter Parker (Tom Holland) ao Homem de Ferro. A fonte usada na reportagem? Comic Sans. Uma escolha perfeita que estabelece de antemão a abordagem adotada no filme, que é a da infâmia, no sentido bom e não dicionarizado da palavra.

Continuar lendo “CRÍTICA: “HOMEM-ARANHA: LONGE DE CASA” – CURTINDO A EUROPA ADOIDADO”

Anúncios

CRÍTICA: HOMEM ARANHA: NO ARANHAVERSO (2018)

“Homem Aranha: No Aranhaverso” narra a história de Miles Morales (Shameik Moore), um garoto latino-americano filho de um policial chamado Jafferson Davis (Brian Tyree Henry). A relação entre pai e filho não é perfeita, apesar de dos dois claramente se amarem, há um conflito entre eles devido à cobrança do pai para que o filho estude em uma boa escola e siga um modelo de bom aluno. Morales, ainda que muito inteligente, não almeja seguir esse modelo, seu desejo é voltar para a antiga escola e fazer grafite. O interesse pelo grafite o aproxima de seu tio, Aaron Davis (Mahershala Ali), que possui uma briga antiga com o irmão, Davis.

Continuar lendo “CRÍTICA: HOMEM ARANHA: NO ARANHAVERSO (2018)”

SPIDER-MAN: HOMECOMING (2017)

A jornada do Homem-Aranha nos cinemas tem sido tortuosa, para se dizer o mínimo. Depois de dois ótimos filmes, Sam Raimi, o então responsável pela franquia, entregou o terceiro tenebroso fazendo a Sony recomeça-la anos depois com Andrew Garfield como protagonista. Foram produzidos dois bons longas, mas nada que fizesse justiça ao personagem. Então, mais uma vez, a franquia foi colocada na geladeira. Foi aí que a Marvel Studios fez um acordo de coprodução com a Sony conseguindo introduzir o herói em seu próprio universo cinematográfico.

Continuar lendo “SPIDER-MAN: HOMECOMING (2017)”